Bolsista do Governo de MS vence o Brasileiro de Luta de Praia e se classifica para Sul-Americano

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, janeiro 23, 2023 as 10:01 | Voltar

Campo Grande (MS) – O ano mal começou e a multicampeã Amanda Lima Leal já conquistou sua primeira medalha no wrestling, modalidade também conhecida como luta olímpica. Beneficiária do Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), a sul-mato-grossense faturou o ouro no Campeonato Brasileiro de Luta de Praia. A competição abriu oficialmente a temporada do wrestling nacional, no último sábado (21), no Rio de Janeiro (RJ).

A atleta de Mato Grosso do Sul, de 23 anos, foi a melhor da categoria 60 kg, deixando para trás quatro adversárias. Com o resultado, Amanda Leal classificou-se para os Jogos Sul-Americanos de Praia, que acontecerão em maio, em Santa Marta, na Colômbia.

Disputado na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), no bairro da Urca, na capital fluminense, a competição realizada pela Confederação Brasileira de Wrestling (CBW) reuniu atletas de nove estados: Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Amanda Leal vai representar o Brasil nos Jogos Sul-Americanos

Para Amanda, começar o ano já com medalha no peito é uma motivação a mais. “É muito motivador. A cada pequeno passo me sinto mais perto dos meus objetivos como atleta, tenho me dedicado e quando eu ganho uma competição sinto que valeu a pena cada sacrifício que a vida de um atleta precisa ter”, destaca a atleta, que treina com Agnaldo Pereira dos Santos, um dos contemplados pelo programa Bolsa Técnico em Mato Grosso do Sul.

Esta foi a segunda vez em que Amanda disputou uma competição de wrestling na areia. A primeira foi no ano passado, nos Jogos Universitários Brasileiros de Praia (JUBs Praia), no Ceará, tendo assegurado também a medalha dourada. “Essa luta na areia é a mesma modalidade que eu treino todos os dias. Então, a adaptação foi fácil, porque o estilo precisa de uma postura mais alta e fazer bastante força”, explica a atleta.

A luta de praia, também conhecida como beach wrestling, é a versão das areias do wrestling olímpico. Os lutadores e lutadoras competem em área circular no solo arenoso em round único de três minutos. O objetivo é marcar três pontos. Existem três maneiras de pontuar. O atleta que derrubar o adversário e fazê-lo cair com as costas no solo recebe três pontos e vence o combate. Projetar o adversário, sem que o oponente toque com as costas na areia, vale um ponto. Retirar o oponente da área delimitada, um ponto. Caso a luta termine empatada, vence o atleta que marcar o último ponto.

Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte)

Foto de destaque: Divulgação

Publicado por: Lucas Castro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.