Bolsistas da Fundesporte fecham seletiva nacional de atletismo da Gymnasíade Escolar com quatro medalhas

Categoria: Campeonatos | Publicado: sexta-feira, março 11, 2022 as 09:28 | Voltar

Campo Grande (MS) – A delegação sul-mato-grossense garantiu seu lugar no pódio da seletiva nacional de atletismo da Gymnasíade (Jogos Escolares Mundiais), realizada entre os dias 8 e 10 de março, no Complexo Esportivo da Universidade Tiradentes (UNIT), em Aracaju (SE). Contemplados pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), os atletas ganharam quatro medalhas.

No lançamento do dardo (500 gramas), Isabela Rosa Santas faturou a medalha de bronze, ao chegar à marca de 40,53 metros. Na mesma prova, só que no masculino, Yuri Moreira Benites ficou com a prata, no dardo de 700 gramas. O atleta indígena da Aldeia Amambai fez 57,97 metros.

“É muito bom poder representar Amambai, o povo indígena e Mato Grosso do Sul. Dá muito orgulho também de mostrar que sou bolsista. A bolsa está ajudando não só eu, mas outros amigos que também estiveram em Aracaju. Eles estavam quase desistindo e agora estão muito felizes por isso”, revela o dardista Yuri Benites.

Mato Grosso do Sul ainda teve mais um bronze e uma prata na competição classificatória. Isabelly Gonçalves Rodrigues ficou em terceiro no salto em altura, chegando a 1,65 metro. Já Ana Laura Cordeiro assegurou a condecoração bronzeada nos 800 metros rasos, com o tempo de 2min22s3.

A competição classificatória na capital sergipana, organizada pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), continua nos próximos dias. Ainda serão selecionados atletas do tênis de mesa (de 14 a 18 de março), judô e wushu (de 21 a 24 de março), xadrez (de 27 a 31 de março) e ginástica rítmica e natação (de 28 a 31 de março).

A seletiva nacional garante vaga à Gymnasíade 2022, os Jogos Escolares Mundiais, que acontecerá de 14 a 22 de maio, na Normandia, na França. O evento internacional acontece a cada dois anos e reúne mais de 100 países em cada edição. O Brasil é uma potência esportiva escolar mundial. É o único país do mundo a ficar entre os três primeiros colocados nas últimas edições: Brasília (2013), Turquia (2016) e Marrocos (2018).

Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte)

Fotos: Divulgação

Publicado por: Lucas Castro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.