Bolsistas do Governo de MS brilham no Pan Júnior e ajudam Brasil a ser campeão geral

Categoria: Campeonatos | Publicado: segunda-feira, dezembro 6, 2021 as 15:03 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com 164 medalhas, o Brasil foi campeão geral dos Jogos Pan-Americanos Júnior 2021, realizado em Cali, na Colômbia, de 25 de novembro até este domingo (5). Para chegar ao título, a delegação verde e amarela contou com a ajuda de quatro atletas de Mato Grosso do Sul, que conquistaram dois ouros e dois bronzes. Os sul-mato-grossenses que subiram ao pódio são contemplados pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Aléxia Nascimento (Foto: William Lucas/COB)

O Time Brasil despediu-se do Pan com 59 ouros, 49 pratas e 56 bronzes, encerrando o evento com sobras em relação ao segundo colocado no quadro geral de medalhas, com 11 vitórias a mais que a Colômbia. Os Estados Unidos fecharam em terceiro, com 114 medalhas. O Brasil também assegurou 77 vagas de forma direta aos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023, competição no Chile que reunirá os melhores atletas das Américas.

Aléxia Vitória Nascimento estará na capital chilena, após se sagrar campeã no judô. A judoca ficou com o ouro na categoria até 48 quilogramas (kg), vencendo na decisão a venezuelana Maria Guzman. A medalha de ouro em Cali coroa o melhor momento da carreira de Aléxia até agora. A campo-grandense de 19 anos integrou a equipe brasileira de judô na Olimpíada de Tóquio-2020, no Japão, como atleta de apoio.

Victoria (à direita) foi campeã no vôlei de praia (Foto: Washington Alves/COB)

Além disso, a atleta participou do Campeonato Mundial Sub-21, em Olbia, na Itália, em outubro deste ano, mesmo mês em que foi campeã brasileira da categoria. Agora em dezembro, Aléxia estará na Seletiva Nacional – Projeto Paris-2024. Segundo a Confederação Brasileira de Judô (CBJ), a competição definirá a composição da seleção principal que representará o país no Circuito IJF (federação internacional) até o Mundial de 2022.

Quem também foi ao lugar mais alto do pódio no Pan Júnior foi Victória Lopes, ao lado da potiguar Thainara Oliveira, no vôlei de praia feminino. A dupla confirmou o favoritismo e foi campeã de forma invicta, sendo cinco vitórias em cinco jogos, e apenas um set perdido. Na final, superaram Navas e Gonzalez, de Porto Rico.

Na natação, Guilherme Sperandio elevou o nome de Mato Grosso do Sul internacionalmente quando bateu 8min12s74 nos 800 metros livre, faturando a medalha de bronze. Atualmente, o sul-mato-grossense de 17 anos é dono do recorde brasileiro júnior da prova, alcançado em julho deste ano no Campeonato Brasileiro de Inverno Júnior.

Pedro Samuel da Silva foi responsável por fechar as disputas tupiniquins no wrestling (luta olímpica) com mais uma medalha. O lutador de Mato Grosso do Sul assegurou o bronze na categoria até 74 kg do estilo livre. Pedro teve boa campanha nas fases eliminatórias, mas acabou caindo nas quartas de final. Na repescagem, o atleta de Campo Grande derrotou o colombiano Hossman Rojas e terminou com a terceira colocação.

Mais duas sul-mato-grossenses entraram em ação no Pan de Cali-2021. Assíria Daniela Silva representou o país no wrestling e fechou a competição em quinto lugar na categoria até 53 kg, no estilo livre feminino. Bruna Vieira de Jesus também competiu e terminou na nona posição no lançamento do dardo, prova do atletismo.

Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte)

Foto de destaque: William Lucas/COB

Publicado por: Lucas Castro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.