Estreantes na bocha e tênis de mesa nas Paralimpíadas Escolares de MS levam medalhas para casa; veja todos os resultados

Categoria: Paralimpíadas Escolares | Publicado: domingo, agosto 29, 2021 as 13:40 | Voltar

Campo Grande (MS) – A bocha paralímpica e o tênis de mesa nas Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (Paraesc/MS) 2021 tiveram estreantes levando medalhas para casa. As disputas das modalidades foram realizadas neste sábado (28), na Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira (AECNB), em Campo Grande. A competição é organizada pelo Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), com apoio da Companhia de Gás do Estado (MSGÁS).

Emily (à direita) estreou nas Paraesc/MS (Foto: Lucas Castro/Fundesporte)

As duas modalidades reuniram alunos-paratletas de Campo Grande, Chapadão do Sul, Dourados, Sidrolândia e Três Lagoas, que brigaram por vaga à fase nacional das Paralimpíadas Escolares, programada para acontecer entre os 22 e 27 de novembro, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro (CTPB), em São Paulo (SP).

Sidrolândia veio à capital com apenas uma participante, Emily Bonfim Camargo, para competir na bocha. E logo em sua estreia em uma competição, a paratleta de 12 anos conquistou a medalha de ouro na categoria A (sub-14: 11 a 13 anos), da classe BC1 e terá a chance de conhecer novos adversários na capital paulista. A jovem paratleta representou a Escola Municipal Pedro Aleixo.

Bocha é um dos esportes mais emocionantes da competição (Foto: Saul Schramm/Governo MS)

A chefe da delegação sidrolandense, Katia Cristina de Oliveira, afirma que esta foi a primeira vez que o município participou de um torneio de bocha. “Estou muito feliz, estava todo mundo radiante. É a primeira vez que a Emily e Sidrolândia participam de um evento de bocha, e já voltar com uma medalha de ouro é motivo de muito orgulho. A cidade estava torcendo por ela e voltar com a medalha é fantástico. Ela está começando no esporte, tem muito chão pela frente e vai dar muito resultado ainda”, relata Katia.

Conforme o regulamento, representarão Mato Grosso do Sul 12 estudantes-paratletas (seis meninas e seis meninos) da bocha. Confira os resultados em detalhes no link: Resultados – Bocha paralímpica Paraesc/MS 2021. Confira também todas as fotos (clique aqui para acessar).

Quem também estreou nas Paraesc/MS foi Chapadão do Sul, com equipe formada por oito paratletas. No tênis de mesa, Samuel Marques dos Santos ficou com a medalha dourada na categoria A da classe 11 (deficiência intelectual), com as cores do Centro Educacional de Chapadão do Sul, e vai à capital paulista daqui a menos de três meses. O chefe de delegação sul-chapadense, Altair Trentin, parabeniza a organização das Paraesc/MS e aproveita para confirmar a presença do município em 2022.

“Chapadão do Sul poder proporcionar a vinda desses meninos para cá e ver a alegria deles competirem, não tem preço. Então, é a primeira vez e agora será constante, com certeza. Também queremos parabenizar a Fundesporte e todo pessoal da equipe, pois os jogos estão perfeitos e nós estamos muito felizes de estarmos aqui”, destaca Trentin.

Estreia de Chapadão do Sul foi com medalhas no peito (Foto: Lucas Castro/Fundesporte)

Para o técnico de tênis de mesa da delegação campo-grandense, Diego Vidal, é uma felicidade poder retornar às competições com total segurança. “2020 e 2021 até agora foram muito difíceis para o esporte paralímpico. Estamos nos readaptando e acredito que os atletas estão tornando a pegar um ritmo. Não foi fácil o trabalho até aqui, mas acredito que daqui para frente a gente consiga desenvolver um trabalho melhor e representar muito bem Mato Grosso do Sul na etapa nacional”.

A equipe da capital assegurou seis vagas à etapa brasileira em São Paulo. Segundo Vidal, a coincidência de data do evento do Governo do Estado com a Paralimpíada de Tóquio-2020 foi essencial para motivar seus atletas. “Utilizamos muito isso como referência para os atletas. Conversei com a Maria Clara, por exemplo, que contou que seu grande sonho dela é poder ser uma atleta profissional da modalidade. Então, pude colocar como exemplo os atletas sul-mato-grossenses que estão nos representando bem em Tóquio, como o Yeltsin, medalhista de ouro. O trabalho é árduo, precisa se dedicar e dar continuidade aos treinamentos, que um dia ela pode estar lá”.

Ao todo, 12 sul-mato-grossenses (seis em cada gênero) vão buscar medalhas para Mato Grosso do Sul na fase nacional das Paralimpíadas Escolares. Todos os resultados detalhados do tênis de mesa podem ser conferidos no link a seguir: Resultados – Tênis de mesa Paraesc/MS 2021. Veja também a galeria de fotos da modalidade (clique aqui para acessar).

O sábado (28) também foi dedicado às provas de paratletismo, que agitaram o Parque Olímpico Ayrton Senna, envolvendo 42 participantes. Ressalta-se que algumas modalidades como futebol de sete, judô e parabadminton já estão garantidas na fase brasileira. As Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (Paraesc/MS) 2021 são realizadas pelo Governo do Estado, por meio da Fundesporte, com apoio da MSGÁS.

Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte)

Fotos: Saul Schramm/Governo MS

Publicado por: Lucas Castro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.