Retrospectiva: esporte e lazer no Mato Grosso do Sul

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, dezembro 27, 2016 as 09:17 | Voltar

O ano de 2016 foi de inovações, conquistas, parcerias e realizações na Fundação de Deporto e Lazer de Mato Grosso do Sul. A Fundesporte promoveu eventos e campeonatos, apoiou atletas, clubes e federações, reinseriu o Estado no cenário dos grandes eventos esportivos e viabilizou o uso de espaços esportivos. Momentos que merecem ser relembrados.

Lazer nas Cidades

A Unidade de Lazer e Esporte de Participação realizou mais de 700 mil atendimentos, diretos e indiretos. Foram 253 eventos, em 41 municípios, a maioria do Programa Lazer nas Cidades que leva um dia de lazer com atividades recreativas, esportivas, cursos de capacitação e montagem do parque inflável com brinquedos para os pequenos. As ações permitiram interiorizar e democratizar o acesso ao lazer a cada sul-mato-grossenses. Os atendimentos superaram 2015 em 12 vezes. Mais nove municípios foram contemplados.

Parcerias

A Fundesporte foi parceira de entidades governamentais e não-governamentais, em eventos que tiveram o esporte como forma de mobilização social. A defesa e conservação do meio ambiente foram objetivos da Hora do Planeta, da WWF Brasil, que reuniu centenas de pessoas no Parque das Nações Indígenas, em março. O espaço kids deu tranquilidade às famílias atendidas pela Caravana da Saúde do Governo do Estado. Os dias do servidor, da mulher e o novembro azul foram comemorados com a Secretaria de Estado de Administração e Subsecretaria de Políticas Públicas para a Mulher com a Caminhada do Servidor. A conscientização sobre o problema do trânsito uniu atletas e famílias nas corrida pedestre e passeio ciclístico do Detran, em novembro.

MS Contra  Corrupção

Em dezembro, a Fundesporte, em parceria com a Rede de Controle da Gestão Pública, realizou a “1ª Corrida MS Contra a Corrupção”. Duas mil pessoas se inscreveram para corrida de 7km e caminhada de 5km num percurso que incluiu o Parque do Poderes e o Parque das Nações Indígenas. O principal objetivo foi usar o esporte com forma de chamar a atenção das pessoas sobre a necessidade de maior participação do povo no controle das ações de governantes, parlamentares e gestores. O evento ainda arrecadou 4t de alimentos que foram distribuídas para entidades de assistência.

Amigos do Parque

A Fundesporte implantou, em outubro, o Programa Amigos do Parque. Todos os sábados, domingos e feriados, das 7h às 19h, a pista que margeia a mata e liga a Afonso Pena à Mato Grosso, é interditada para a prática de atividades de esporte e lazer. São 4,1km para uso exclusivo, com segurança e contato com a natureza. Na primeira edição, a fundação preparou programação com aula de zumba, avaliação física, demonstração de badminton e tênis, além de show com a cantora Regina Bombom. No mês de novembro, foi realizada, junto com o programa, a Caminhada do Servidor.

Qualificação

A Fundação promoveu 13 cursos de qualificação voltados para servidores, gestores, acadêmicos e profissionais da Educação Física. Quase mil pessoas foram atendidas, em 12 municípios. As capacitações abordaram temas como treinamento desportivo, educação física escolar, recreação e lazer, atividade física e saúde. Destaque para a Clínica de Alto Rendimento de Basquetebol, com o técnico da seleção feminina olímpica, Antonio Carlos Barbosa, em março. Sucesso também, nas clínicas paralímpicas de atletismo, goalball e vôlei sentado, em maio. No início de dezembro, a Fundesporte ainda realizou o 1º Ciclo de Capacitação do Marco Regulatório do Terceiro Setor para o Esporte e o Lazer. A intenção foi informar sobre as mudanças legais que atingem as propostas de parceria entre a Fundesporte, governos municipais e entidades civis.

Centro de Esporte

Depois de 12 anos paradas, as obras do Centro de Esporte, Cultura e Lazer do Jardim Canadá/Vila Almeida foram retomadas, no segundo semestre. A partir do ano que vem, Campo Grande terá mais um local para prática esportiva e de atividades de lazer. Projetado em moldes semelhantes aos Parques Jacques da Luz, Ayrton Senna e Tarsila do Amaral, o centro inclui quadras para a prática de esportes, palco, bloco administrativo, banheiros, armários e vestiários. A ideia é transformar o espaço num centro de treinamento paralímpico e de atividades de iniciação esportiva e de rendimento.

Workshop

Para auxiliar os gestores municipais na adequação de seus estádios, a Fundesporte promoveu, no mês de março, o 1º Workshop de Adaptação aos Novos Laudos Técnicos de Estádios de Futebol. Equipe do Ministério dos Esportes, parceiro no evento, formada por profissionais da arquitetura, engenharia e segurança pública capacitou e esclareceu dúvidas gestores municipais, bombeiros, policiais militares, dirigentes e prefeito. Em pauta as exigências legais da Portaria 290 do Ministério, o preenchimento de laudos, a necessidade de adequação e os caminhos para resolver os problemas nos estádios de Mato Grosso do Sul, em especial dos que foram interditados.

Morenão

No mês de dezembro, o Governo do Estado, por meio da Fundesporte, assinou um termo de parceria com a UFMS e a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul e aportou recursos para as adequações de segurança, exigidas pelo Corpo de Bombeiros, para a liberação do Morenão para jogos oficias. São R$ 150 mil destinados a reparos como o aumento da altura do guardacorpo. Com a finalização das obras, parte do estádio será liberada para partidas do campeonato estadual de futebol - série A - 2017.

Open de Vôlei de Praia

Mato Grosso do Sul foi reincluído no cenário dos grandes eventos esportivos nacionais. Em setembro, após seis anos, o Estado recebeu a maior competição de volei de praia do país. Setenta e quatro duplas, de todo Brasil, incluindo atletas olímpicos, estiveram nas areias do Parque das Nações Indígenas. Foram duas competições: Circuito Banco do Brasil Nacional  e Open de Vôlei de Praia. Um público médio diário de quase mil pessoas, passou pela arena, durante uma semana de jogos. Destaque para pratas-da-casa. Talita foi campeã, Saymon ficou com o vice e Vitória estreou no Open.

144 bolsas-atletas

Os principais talentos esportivos do Estado foram contemplados com a bolsa-atleta e puderam se dedicar aos treinos, em 2016. Na bolsa estudantil, 94 atletas de 14 modalidades, com idade entre 12 e 16 anos, devidamente matriculados em escolas e que se destacam em suas modalidades, especialmente em campeonatos nacionais estudantis, receberam ajuda mensal de R$ 350,00. Exemplos são o nadador Luiz Henrique Ferreira e o atleta da bocha Marcial Benites. O número supera 2015, em mais de cinco vezes, quando o Governo do Estado concedeu 15.  Na bolsa-atleta nacional, 50 desportistas de 10 modalidades, com idade mínima de 14 anos, bons resultados nas principais competições nacionais ou escolhidos entre os melhores do país em sua modalidade foram beneficiados com bolsa mensal de R$ 800,00.

Transporte

A Fundesporte ainda apoiou atletas e equipes com transporte. Este ano foram quase 70 passagens aéreas e rodoviárias para competições nacionais e internacionais. Destaque para os judocas medalhistas no Campeonato Pan Americano de Judô, realizado em novembro, em Santo Domingo, República Dominicana: Letícia Menino (prata) e Gabryel Vieira Romeiro (bronze). Também foram cedidos 23 ônibus e micro-ônibus para que delegações estaduais representassem MS em eventos importantes. Caso da AVP/Rádio Clube que disputou a seletiva e se classificou para a Superliga B, divisão de acesso à elite do vôlei nacional.

Paradesporto

O time de basquete Pantanal Sobre Rodas foi beneficiado, no mês de maio, com cadeiras personalizadas (específicas para as necessidades de cada atleta) para praticar o esporte com qualidade e de forma competitiva. A Fundação também apoiou atletas de bocha paralímpica, atletismo e tiro adaptado que conquistaram dezenas de medalhas em competições nacionais, ao longo do ano.

Kits esportivos

Pelo segundo ano consecutivo, a Fundesporte distribuiu kits esportivos -  com bolas, cones e redes - aos vencedores dos Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul e dos Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul.  Os cinco primeiros de cada naipe, nas modalidades coletivas receberam o equipamento para ser usado no treinamento e melhoria do desempenho. Equipes da Capital e do interior ganharam mais estímulo para participar e lutar por bons resultados.

Incentivo

A Fundesporte também apoiou federações e entidades que trabalham para disseminar a prática de esportes menos conhecidos pela população. O badminton ganhou espaço com o projeto “Conhecendo o Badminton” que trabalha com sete polos em Campo Grande e atende cerca de 200 crianças e adolecentes em situação de risco social. Os atletas de beach tennis tiveram a parceria com ônibus e passagens. Os campeonatos estadual e nacional de rugby foram realizados em Campo Grande com recursos do FIE.

Escolares

Mais de três mil atletas participaram dos Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul (Jems), Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums) e Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (ParaEsc/MS). Praticantes, com idade entre 12 e 17 anos, de 28 municípios foram instalados em hoteis, puderam desfrutar de momentos de lazer e descontração num centro de convivência especialmente montado para o evento e continuaram jogando diariamente mesmo quando já eliminados. Em 2016, a novidade foi a inclusão do badminton e do ciclismo nos JEMS e nos Jojums.

Jogos Nacionais

As delegações são chefiadas pela Fundesporte e contam com o apoio do Governo do Estado. Nos Jogos Escolares da Juventude - 12 a 14 anos -  157 atletas participaram e conquistaram 14 medalhas - 3 ouros, 5 pratas e 6 bronzes. Na etapa 15 a 17 anos, 156 atletas trouxeram para casa 13 medalhas - 1 ouro, 5 pratas e 7 bronzes. Nos Jogos Universitários Brasileiros foram mais 9 pódios - 3 ouros, 1 prata e 1 bronze, numa delegação de 126 pessoas. Nas Paralimpíadas Escolares, 49 atletas ganharam 51 medalhas - 21 ouros, 17 pratas e 13 bronzes. No total, foram 87 medalhas nacionais: 28 ouros, 28 pratas, 31 bronzes.

Universitários

A Fundesporte foi parceira da etapa estadual dos Jogos Universitários. Na fase dos esportes de quadra viabilizou arbitragem, material esportivo, hotel e alimentação para os participantes. O apoio da Fundação ainda foi fundamental para que a maior delegação de Mato Grosso do Sul de todos os tempos - 126 pessoas - participasse dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBS), em novembro, em Cuiabá (MT). Na competição o Estado conquistou 9 medalhas: 3 ouros, 1 prata e 5 bronzes. Entre elas as douradas da judoca Camila Gebara da Unigran e do time masculino de vôlei da Uninter.

Reunião COB

De 6 a 8 de dezembro, Campo Grande foi sede da reunião anual de avaliação e planejamento dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), promovida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Representantes do Comitê, dos Estados participantes,f ederações esportivas e coordenadores de modalidades debateram e apresentaram propostas de inclusão e exclusão de modalidades e alternativas para corte de custos e mudança no JEJ. Em nível estadual, a organização e o formato dos Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul e dos Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul foram motivos de elogio. O trabalho e a hospitalidade foram reconhecidos pelo COB que presenteou o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, com uma medalha do JEJ.

Plano Nacional do Desporto

A Fundesporte participou ativamente das discussões do Plano Nacional do Desporto. Em três ocasiões, o Diretor-Presidente da Fundação, Marcelo Miranda contribuiu com propostas e opiniões, nas reuniões da Subcomissâo Especial da Comissão do Esporte na Câmara dos Deputados. O gestor estadual defendeu: definição das obrigações de cada ente federativo, como ocorre na saúde e na educação; inclusão da Educação Física no cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb); fim da divisão e exclusão entre esporte educacional, de inclusão social e de rendimento. A ideia da Subcomissão inclui pluralizar o debate, ouvir os interessados, redigir uma proposta e encaminhar para o Poder Executivo

Prêmio Esporte MS

Na noite de 7 de dezembro, a Fundesporte entregou, no Golden Class, em Campo Grande, o Prêmio Esporte MS Troféu Professor Ubyratan Leite de Arruda aos destaques esportivos de 2016. Foram agraciados com trofeús 20 atletas, cinco técnicos e cinco árbitros indicados pelas federações e com medalhas os atletas e as equipes que subiram ao pódio nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), nas Paralimpíadas Escolares e nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBS). A cerimônia ainda teve apresentações culturais de dança de rua e da banda marcial de Campo Grande.

“Foi um ano de sucesso e muitas realizações, apesar das dificuldades que o país todo enfrentou. Tivemos muitas vitórias e planejamos um 2017 ainda melhor, com muitas competições, atividades e ações de lazer, cursos, eventos. Estamos prontos para mais parcerias e apoios. A Fundesporte está de portas abertas para a comunidade sul-mato-grossense”, concluiu Marcelo Miranda.

Texto: Aline Morais

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.