Yuri Benites é bronze no dardo e ajuda Brasil a manter hegemonia no Sul-Americano Sub-18 de Atletismo

Categoria: Campeonatos | Publicado: terça-feira, setembro 28, 2021 as 09:01 | Voltar

Campo Grande (MS) – O Brasil foi o campeão geral do 25º Campeonato Sul-Americano Sub-18 de Atletismo, disputado no último sábado (25) e domingo (26), no Estádio do Centro Comunitário da cidade de Encarnación, no Paraguai. O sul-mato-grossense Yuri Moreira Benites ajudou a delegação a manter a hegemonia na competição, conquistando a medalha de bronze no lançamento do dardo.

Beneficiado pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), o atleta indígena de Amambai lançou a 61,52 metros. “Competição finalizada, mas vou treinar firme porque ano que vem tem mais. Tenho que melhorar a marca”, destacou Yuri Benites, da Escola Municipal Polo Indígena Mbo'eroy Guarani Kaiowá, que tem como técnico Miller Borvão. O chileno Frutos Bassi atingiu a marca de 65,52 metros e ficou com o ouro. O segundo lugar foi garantido pelo brasileiro Arthur Monteiro, de Mato Grosso, com 63,92 metros.

Yuri Benites ajudou seleção brasileira no Paraguai

Mato Grosso do Sul também foi representado no Sul-Americano Sub-18 por Isabela Rosa Dantas, na mesma modalidade. A dardista de Campo Grande, da Associação Desportiva Atletas de Cristo (Adac), terminou na quinta colocação. “Infelizmente, não deu para garantir a medalha, mas esse é só o primeiro Sul-Americano de muitos que virão. No próximo, ela vem, certeza. Agradeço à torcida de todos”, declarou a sul-mato-grossense.

Isabela Dantas também representou MS no Sul-Americano

A equipe brasileira, formada pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), somou 10 pontos na classificação geral, 229 obtidos no masculino e 181 no feminino. A Colômbia, outra força no continente, ficou em segundo lugar, com 249 pontos, seguida da Argentina, com 229. Ao todo, o Brasil faturou 46 medalhas, sendo 14 de ouro, 19 de prata e 13 de bronze. A Colômbia também ficou em segundo lugar com 30 (11 ouros, oito pratas e 11 bronzes) e a Argentina em terceiro, com 19 (sete ouros, sete pratas e cinco bronzes).

Com uma equipe de 67 atletas (34 no masculino e 33 no feminino), a seleção verde e amarela confirmou seu amplo favoritismo no torneio, que teve a participação também de competidores da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Peru, Venezuela, Uruguai e Paraguai.

Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), com informações da CBAt

Fotos: Divulgação

Publicado por: Lucas Castro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.